As turmas do 3º ano do Ensino Fundamental, da Unidade de Vitória, participaram de mais um momento de formação e de conscientização sobre as regras e as normas do trânsito com o Capitão Isaac Rubim Garcia,  Comandante da Companhia de Trânsito do Batalhão de Polícia de Trânsito.

Durante a palestra, as crianças puderam participar de um debate sobre o comportamento dos motoristas e dos pedestres nas vias de utilidade pública. As informações apresentadas destacaram atitudes importantes e muito valiosas para a formação dos nossos alunos, enquanto sujeito em ação num futuro bem próximo.

Depoimento do Capitão Isaac Rubim:

“O tema “trânsito” faz parte da rotina das pessoas. Todos nós somos usuários do trânsito na condição de motoristas, de ciclistas ou de pedestres. Diante da violência nas vias terrestres, é preciso que as relações entre os diferentes atores sejam reguladas. Daí surgem as leis de trânsito.

A própria Constituição Federal fornece especial atenção ao trânsito quando estabelece que a segurança viária, exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do seu patrimônio, nas vias públicas, compreende a educação, a engenharia de tráfego e a fiscalização, o que constitui o tripé da segurança no trânsito.

Devemos compreender que esses três fatores têm de coexistir. A simples existência, por exemplo, apenas da fiscalização não será eficaz, se não tivermos condutores educados e vias de qualidade.

Contudo, precisamos entender que um dos pontos mais frágeis desse tripé é justamente a educação. E quando cito educação não faço menção apenas à educação formal voltada ao trânsito, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro, que estabelece que a educação para o trânsito será promovida da pré-escola ao ensino superior; menciono também aquela educação voltada à conscientização das pessoas.

Nesse sentido, sei que todos os condutores habilitados conhecem minimamente a legislação de trânsito, visto que passaram por um processo de aprendizagem para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação. Por que, então, muitos infringem as normas criadas para a garantia da segurança nas vias? A resposta parece simples: falta conscientização.

Sendo assim, fico muito feliz ao testemunhar que o Centro Educacional Charles Darwin trabalha nesse ponto nevrálgico da segurança viária, bem como por fazer parte da formação dessas crianças no trato de um tema tão delicado e que tem ceifado a vida de dezenas de milhares de brasileiros anualmente.

Sou muito grato à Escola, pois sei que está promovendo a conscientização de jovens brasileiros, que são atuais pedestres e futuros motoristas, na busca por um trânsito mais seguro para todos.”

[nggallery id=278]

Conheça as escolas
mais próximas a você!

ver unidades