Os alunos das turmas do 7º ano do Ensino Fundamental da Unidade de Vitória simularam, nas aulas de Ciências, a transmissão “silenciosa” de uma doença contagiosa em uma população.

A aula foi uma surpresa para os alunos, pois todos os métodos eram misteriosos e sigilosos. A sala foi dividida aleatoriamente, e, utilizando-se a imaginação, foi realizada uma encenação em que alguns “grupos de pessoas” estavam infectadas e outras, saudáveis; sem o conhecimento dos alunos. Para isso, foram utilizados copos com água normal e com água tônica, para representar o organismo de cada um.

Por meio da atividade, os estudantes puderam trocar fluidos, contatos, com as águas dos copos de forma arbitrária. Por fim, ao se utilizar a luz negra, a água tônica “brilhou”. A reação deles foi de surpresa ao perceberem que a mudança da cor da água representava a infecção viral, bem como, quanto mais eles trocavam fluidos, o nível de contaminação aumentava na população. Assim, foi entendido que as doenças podem ser silenciosas e que um simples contato com uma pessoa infectada pode levar a uma epidemia.
[nggallery id=391]

Conheça as escolas
mais próximas a você!

ver unidades