Os alunos das turmas do 9º ano do Ensino Fundamental desenvolveram, na aula de Cultura e as Relações, que utiliza o LIV-Laboratório de Inteligência de Vida -, a atividade “O juiz e os reclamantes”. Em grupos, todos receberam uma situação-problema que deveria ser apresentada e discutida pelo grupo, além de os alunos terem de sugerir as soluções diante daquele problema.

Cada grupo discutia o caso internamente. Os personagens deveriam apresentar os argumentos na tentativa de explicar o que o houve de acordo com a situação-problema em questão. Os alunos que escolheram ser juiz, deveriam ouvir os reclamantes e chegar a um senso comum. Os reclamantes, que eram os personagens, escreveram, numa folha de papel, os argumentos e as soluções encontradas.

Uma situação-problema discutida por um dos grupos: é aula de música e três alunos da sala escolheram o mesmo instrumento para tocar. Como decidir quem vai usá-lo? Um aluno representou o professor de música, outro aluno, o juiz, e o restante do grupo representou os estudantes em questão.

A ideia do estudante representando o juiz foi solicitar a cada estudante um importante argumento que justificasse por que ele mereceria ficar com o instrumento. De forma muito consciente, ouvindo o argumento de todos os estudantes, o juiz chegou a uma decisão.

Praticando o hábito das quatro mãos (resolver conflitos e propor soluções incorporando ideias de outros) mostrou-se a conscientização sobre a necessidade de se associar aos outros para enfrentar determinados obstáculos.[nggallery id=479]

Conheça as escolas
mais próximas a você!

ver unidades